Sexo na Gravidez é Seguro Fazer? Conheça 9 Posições Confortáveis!

O sexo na gravidez é seguro e prazeroso, desde que não haja contraindicações médicas e seja confortável para a mulher. Assim, vale conhecer algumas posições, bem como, informações relevantes para desfrutar sem preocupações desse momento a dois.

Afinal, para muitas mulheres, durante a gravidez há aumento no libido, em algumas épocas, o que sugere a prática. E segundo opiniões, também ajuda durante o nascimento do bebê, estimulando e até diminuindo o período de trabalho de parto.

Quer saber mais? Então continue lendo e descubra mais sobre o sexo na gravidez.

sexo na gravidez é seguro

Sexo na gravidez

Para alguns casais o sexo na gravidez é um obstáculo, devido a receios de machucar ou incomodar o bebê. Contudo, vale saber que isso não é verdade, uma vez que o feto está em local protegido pelo líquido amniótico e útero, o que evita que ele sinta qualquer desconforto durante a relação.

Porém, em alguns casos durante o sexo é possível que o neném fique mais agitado e se mexendo, o que pode gerar preocupação. Mas, segundo opiniões, isso ocorre somente porque ele percebe a alteração na respiração e batimento cardíaco, além de sêmen e orgasmo que também estimulam o útero.

Além disso, o sexo na gravidez não interfere ou causa nenhum problema para o bebê. Desde que também não haja recomendações médicas.

Isso porque, em situações de gravidez de risco, por exemplo, onde a mulher deve manter repouso e evitar atividades físicas, o sexo pode ser prejudicial, contribuindo para o bom desenvolvimento e saúde do bebê.

Logo, converse com o seu médico e se sua gestação estiver normal e saudável, o sexo é altamente recomendado, contribuindo igualmente para o relacionamento e afeto do casal.

casal sexo na gravidez

Pode fazer sexo na gravidez?

Conforme dito anteriormente, o sexo na gravidez pode ser feito, desde que não haja empecilhos médicos em relação a saúde da mãe e do bebê. Por isso, vale a recomendação de consultar um médico obstetra desde o início da gestação, bem como, realizar exames periódicos que assegurem o andamento saudável.

Caso a mulher sinta algum desconforto ou dor, vale verificar com o profissional, assim como, sangramentos que podem acontecer após as relações.

Se o sangramento surgir no máximo um dia após o sexo, com pouca quantidade expelida, é normal. Porém, se durar mais tempo, igualmente apresentando grandes quantidades, é necessário atenção. Assim como, ida ao médico com urgência para verificar se não há nenhum problema.

Além disso, o sexo é altamente recomendado, desde que a mulher também sinta-se à vontade para a prática durante esse momento.

Afinal, alguns papais e mamães podem sentir-se desconfortáveis, ainda mais com o crescimento da barriga. Mas, vale saber que há algumas posições que podem ser adequadas para esse momento, além de proporcionar prazer e bons momentos ao casal.

Quer saber mais sobre posições confortáveis para o sexo na gravidez? Então continue lendo!

casal mulher grávida

9 Posições confortáveis para fazer sexo na gravidez

Como já dito anteriormente, se a gravidez estiver normal e saudável, o sexo pode ser uma ótima prática para aproximar o casal e também auxiliar no trabalho de parto.

Logo, algumas posições são mais indicadas, pois deixam ambos mais tranquilos em relação ao conforto e também sem prejudicar de alguma forma a gestação. Assim, veja algumas sugestões de posições seguras e confortáveis para fazer sexo na gravidez.

Sexo em pé

A posição de pé é uma das mais recomendadas durante o início da gestação, isso porque, a barriga da mãe ainda não está muito grande e assim é torna-se confortável e prazerosa, além de instigar maior contato e troca, sem pressionar o útero.

Para fazê-lo é necessário que a mulher encoste na parede e o companheiro deverá sustentar o peso da parceira, segurando-a pela parte posterior das coxas. Também é possível usar um apoio como mesa ou bancada, mas não é recomendável colocar o peso em cima do corpo da mulher, evitando desconfortos na barriga.

Essa posição também auxilia na melhor posição da coluna, evitando dores e desconfortos. E assim, é uma ótima sugestão para os quatro primeiros meses. Desde que seja confortável e prazeroso para ambos.

Portanto, se ainda está com a nos primeiros meses de gravidez e busca uma posição prazerosa pra ambos, sem riscos para o bebê e incômodos ao casal, a dica é a posição em pé.

De joelhos

A posição de joelho, também é recomendada durante o início da gestação, enquanto a barriga não está tão grande. E para fazê-la é preciso que o parceiro fique de joelho enquanto a parceira fica na mesma posição de frente para ele, porém com uma das pernas enlaçadas na coxa ou quadril do companheiro, que irá sustentar o peso da mulher, auxiliando no melhor equilíbrio e posição.

Ela é ideal para fazer enquanto o útero ainda não está dilatado e também permite o melhor envolvimento e afeto entre o casal, visto que, ambos ficarão de frente para o outro, o que facilita o contato, olhares e beijos.

Assim, se busca uma sugestão confortável e segura para sexo na gravidez até os 3 meses, a sugestão é a posição de joelhos.

Posição cachorrinho

A partir do 5º mês, quando a barriga já está maior, alguns casais têm receios de manter as relações sexuais por medo de incomodar e machucar tanto a mãe como o bebê. Logo, essa é uma ótima alternativa que deixará a barriga livre, sem exercer peso sobre o útero, o que pode causar incômodos posteriores.

Assim, é importante que a mulher fique na posição em local confortável e sinta-se à vontade para a realização do ato.

Da mesma forma, é importante que o parceiro tenha cuidado durante a penetração, a fim de verificar se a posição não está provocando incômodos ou dores, principalmente no pé da barriga. Bem como, dores nas costas que podem ocorrer com mais frequência em diferentes momentos da gestação.

Com isso, faça tentativas com a posição cachorrinho e caso haja dores fortes ou sangramentos após a relação sexual, fique atenta e relate ao médico obstetra.

Mulher com a pelve levantada

Do 4º ao 7º mês, há muitas mudanças no corpo feminino, visto que, a barriga aumenta de tamanho de forma considerável. Além das pernas, costas e quadril, que ficam doloridos e mais pesados com a sensação de cansaço.

Diante disso, se a mulher tiver vontades de manter as relações sexuais, vale a recomendação de fazer a posição com a pelve levantada. E para fazê-la é necessário que a mulher coloque algumas almofada ou travesseiros na região do cóccix, permitindo que fique mais elevado e assim, o parceiro consiga fazer a penetração sem ter que posicionar-se acima da barriga.

Essa posição é confortável e auxilia na prevenção de dores nas costas durante esse período, uma vez que, proporciona apoio para essa região que apresenta maior concentração de peso. Tornando-se prazerosa para ambos.

Porém, acima do 8º mês quando a barriga já estiver maior, essa posição deve ser evitada, uma vez que, tende a ficar desconfortável.

Mulher sentada por cima

Outra posição que pode ser feita de forma confortável e prazerosa é a da mulher sentada de frente sobre o parceiro.

Ela é recomendada em todas as fases da gravidez, inclusive no final, próximo aos 8 meses, quando o útero já está mais dilatado. Pois, permite mais liberdade de movimentos à mulher, que poderá conduzir a relação de forma confortável para controlar também a intensidade da penetração.

Igualmente é recomendada, pois permite o contato visual, além de ser apreciada pela maioria dos casais. Logo, se busca uma posição para todos os períodos da gestação, a indicação é a posição da mulher sentada sobre o parceiro.

Mulher sentada por cima e de costas

A posição sentada de costas por cima, geralmente é apreciada pelas mulheres que podem deixar a barriga livre sem haver pressão, além de ter mais liberdade nos movimentos e controle da intensidade na penetração.

Ela é similar a posição citada anteriormente, contudo, a mulher fica posicionada de costas para o parceiro. Além de também deixar a coluna mais alinhada, evitando posteriores dores e desconfortos. E também pode ser feita em todos os períodos da gestação, inclusive após o 8º mês, quando o útero está bem dilatado.

Posição colher

Outra sugestão de posição que pode ser feita durante toda a gestação é a colher, que consiste em a mulher deitar de costas para o parceiro, fazendo com que o casal se encaixe de lado. E para deixar mais confortável para a mulher, ainda é possível colocar um travesseiro ou almofada abaixo da barriga, deixando-a menos pesada neste momento.

Ela também é ideal para a mulher, pois deixa a coluna em posição ereta, o que evita posteriores dores. E pode ser muito prazerosa para ambos, por não haver atrito com a região da barriga.

Logo, invista nessa sugestão e aproveite para repetir em diferentes momentos da gravidez.

Papai e mamãe com o tronco elevado

Essa posição é como se fosse o tradicional papai e mamãe, porém, o tronco do homem fica um pouco mais elevado, de forma que não pressione a barriga da mulher. Contudo, para maior conforto, ainda vale a dica de colocar um travesseiro ou almofada na região da pelvis, o que deixa-a mais elevada, facilitando também a penetração.

Como a mulher fica deitada de barriga para cima, é importante manter um apoio evitando situações de enjoo e desconforto. Mas, de qualquer forma, é uma ótima opção, confortável e segura para fazer desde o início da gravidez até meados do 7º ou 8º mês.

Posição de cruz ou cruzado

A posição de cruz ou cruzado também é altamente recomendada em diferentes momentos da gestação, pois a mulher fica deitada de maneira confortável sem pressão ou peso na barriga.

Para fazê-la é preciso que a mulher fique deitada com as pernas flexionadas, enquanto o parceiro posiciona-se de lado, como se fosse pegá-la no colo e então, encaixa.

Ela é ideal para deixar a coluna e quadril em posição confortável, evitando possíveis desconfortos também relacionados ao avanço da gravidez.

Logo, se já está com 7 meses ou mais e busca uma opção que não cause atrito ou pressão sobre o útero, a dica é a posição de cruz ou cruzado.

casal na cama

Orgasmos e sêmen durante o sexo na gravidez

Vale saber que os orgasmos durante a gravidez são recomendados e não apresentam nenhum perigo ou incômodo ao bebê.

Segundo especialistas, os orgasmos liberam ocitocina. Hormônio importante durante a gestação, principalmente após o terceiro trimestre, pois tende a reduzir a pressão arterial, permitindo um parto mais saudável e com menos riscos à mãe e ao bebê.

Igualmente, a substância liberada nesse momento também relaxa e acalma o corpo, fazendo com que o bebê também sinta-se mais tranquilo ao perceber o bem estar da mãe.

Da mesma forma, o sêmen também possui substâncias similares a ocitocina, que podem estimular o parto e por isso, entre o 8º e 9º mês, alguns médicos recomendam a prática do sexo. A fim de auxiliar de forma gradativa o trabalho de parto.

Logo, desfrute sem medo do sexo prazeroso durante a gravidez e lembre-se que em caso de dores intensas e sangramentos é necessário buscar ajuda médica.

Quando o sexo na gravidez não é recomendado?

O sexo na gravidez não é recomendado quando a gravidez é considera de alto risco. Seja por pressão alta, descolamento na placenta, problemas relacionados ou sangramentos frequentes.

Da mesma forma, se houver dores ou processos de abordo, bem como, risco de parto prematuro é necessário evitar, pois isso pode gerar danos tanto para a saúde da mãe como do bebê.

Além disso, se houver riscos de transmissão de DST – Doenças Sexualmente Transmissíveis, a partir do parceiro, o sexo também deve ser evitado. Visto que doenças como sífilis, entre outras bactérias podem ser transmitidas ao bebê durante o parto, causando sérios problemas posteriores. Assim cuidado!

Igualmente, o sexo anal também não é muito indicado, por facilitar o contato com bactérias, que podem ser prejudiciais à gestação. Além das hemorroidas que podem surgir, principalmente no último trimestre.

Logo, se apresenta alguma complicação, consulte um médico antes da prática e lembre-se de priorizar a segurança e o conforto.

sexo na gravidez

Gostou de saber mais sobre o sexo na gravidez? Então deixe seu comentário!

Leia também sobre testes e truques para descobrir o sexo do bebê.

Lara Janaína Theodoro, mãe da Sara e fã de assuntos relacionados a moda, beleza, maternidade, entre outros sobre o universo feminino. Desde 2018 atua como redatora, trazendo sempre para seus artigos um pouco da sua vivência e experiência como mãe e mulher.

Deixe um comentário