Melhores Pratos Para Bebê: Guia Completo 2022

A alimentação é um dos pontos centrais para o desenvolvimento do bebê, não é mesmo? Assim que a criança vai crescendo, o leite materno deixa de ser o protagonista da sua alimentação, e novos sabores e texturas vão entrando no seu dia a dia. Para isso, podemos contar com diversos acessórios que tornam esse momento tão especial ainda mais delicioso e seguro, como os melhores pratos para bebê.

Contudo, por existirem muitos modelos diferentes no mercado atualmente, e cada vez mais funcionalidades para aproveitar, nem sempre é fácil escolher o melhor para o bebê. Dessa forma, ter em mãos as informações necessárias para fazer uma escolha assertiva é a melhor pedida para oferecer mais saúde e segurança às refeições do seu filho(a).

Quer saber mais sobre os melhores pratos para bebê, como escolher o seu e as perguntas mais frequentes, para te ajudar a escolher o melhor modelo? Vem com a gente ao longo deste review!

Melhores Pratos para Bebê de 2022

Imagem pratos para bebê Detalhes
Prato de Bambu com Divisória Ventosa e Colher de Silicone Verde, Avanchy, Verde/Bege/Bambu
Prato para bebê de bambu com divisória ventosa e colher por Avanchy O melhor prato para bebê da atualidade
Mimo Style Prato de Silicone Portátil para Bebê Azul com Ventosas Fixadoras, Compatível com Cadeiras de Alimentação Alta Higiênico e Livre de BPA - Para uma Refeição Organizada e Livre de Bagunças
Prato com ventosas fixadoras por Mimo Style O prato para bebê de melhor custo-benefício
Prato Ursinho com Divisória, Buba, Rosa
Prato com divisória Ursinho por Buba Opção sem BPA e ftalatos, para a segurança do bebê
Prato Térmico, Kuka, Azul
Prato térmico azul por Kuka Alternativa de prato para bebê com ventosa para fixar na mesa
Prato Ursinho com Divisória, Buba, Azul
Prato com ursinho e divisória por Buba Opção versátil para a alimentação do seu bebê

O prato de alimentação para o bebê é um dos utensílios mais importantes para a introdução alimentar do bebê, já parou para pensar sobre isso? Desta forma, assim como é importante saber como escolher este item (vamos falar mais sobre isso nos próximos tópicos!), é saber quais são os demais recursos que podemos usar nessa fase tão especial da vida da criança. Vamos dar uma olhada nesses utensílios e a sua aplicação no dia a dia do bebê?

Panelas: Este não é um utensílio usado pelo bebê, mas sim para o preparo da sua alimentação. A escolha das panelas usadas deve ser sempre com base na saúde da criança, e em preparar as suas refeições da melhor maneira possível. Se possível, dê preferência às panelas de inox, cerâmica revestida ou panelas de vidro. Essas opções são os materiais que não liberam substâncias prejudiciais à saúde das crianças, como o BPA, bisfenol A, uma substância secretada pelo plástico que pode desregular o sistema endócrino do ser humano. Essas opções, também, não soltam partes do seu revestimento interno, deixando resquícios na alimentação da criança. 

Copo para bebê: Os copos mais comuns ainda são de plástico. Contudo, pela presença do BPA, essa não é a melhor opção para as crianças. A melhor opção continua sendo os mesmos usados nos pratos, como vidro, inox, etc. Claro, sempre sob a supervisão dos pais, responsáveis ou um adulto.

Pratos e talheres para bebês: Vamos explicar mais ao longo do review, mas, em resumo, os melhores pratos e talheres para bebê são os confeccionados em bambu, sem nenhum tipo de revestimento, ou em inox. Há, ainda, algumas opções facultativas que podem tornar o utensílio mais seguro. Esses acessórios são ventosas, que permitem com que o prato fique fixado à mesa; divisórias internas para organizar o alimento, etc.

Viu só como é importante escolher bem os utensílios a ser usados na preparação dos alimentos do bebê, e também na hora das refeições?

De igual forma, é importante saber as noções básicas sobre como armazenar os alimentos, caso sobrem de uma refeição. Ou ainda, caso você faça todos os alimentos em um dia e congele/armazene para comer ao longo da semana. 

Logo, para fazer o armazenamento, tanto no freezer como na geladeira, os recipientes mais indicados são os de vidro. Contudo, antes de escolher o seu, veja se a tampa é de plástico, e caso seja, se é livre de BPA. Sendo assim, o armazenamento dos alimentos será mais eficaz e seguro, e poderá oferecer ao bebê sem medo. 

1

Melhor Escolha

Prato para bebê de bambu com divisória ventosa e colher por Avanchy

Características:

  • Kit com prato, colher e ventosa;
  • Seguro para uso das crianças,
  • Atóxico
  • empty

Esse pratinho de bebê é considerado o melhor da atualidade por todas as vantagens que oferece, além de ser amigo do meio ambiente. Conta com divisória para organizar os alimentos do bebê e colher de silicone verde, ideal para ajudar na hora da refeição e sem machucar os dentes ou gengiva sensível da criança. 

É uma opção focada, também, em crianças no início da introdução alimentar, caso queiram começar a se alimentar sozinhas. Sempre com a supervisão dos pais, é claro! O prato é de bambu, assim como o cabo da colher, são sustentáveis e atóxicos para o bebê. Além disso, o cabo da colher é ergonômico, podendo ser usado com segurança pelos pais e crianças.

Confira o preço

2

Custo Benefício

Prato de silicone portátil com ventosas fixadoras por Mimo Style

Características:

  • Livre de BPA;
  • Fácil de limpar,
  • Conta com ventosas fixadoras
  • empty

A opção de melhor custo-benefício de prato para bebês conta com diversas vantagens para tornar a hora da alimentação mais divertida e segura. É feito em silicone, sendo antiaderente e resistente a altas temperaturas, sendo mais fácil de limpar e mantê-lo esterilizado. Conta com ventosas com uma boa sucção, impedindo que o prato caia e a refeição se perca no chão.

É portátil e funcional, ou seja: pode ser usado em qualquer lugar, de forma simples e fácil. Conta com laterais dobráveis e tampa superior, ajudando a armazenar alimentos na geladeira de forma mais fácil e ser transportado sem a possibilidade de derramar o conteúdo do prato. É livre de BPA e PVC, que podem ser tóxicos ao bebê, com 12 meses de garantia para defeitos de fabricação.

É importante frisar que não se deve usar produtos químicos ou abrasivos na limpeza, para evitar a perda de vida útil do prato. E também, mantê-lo longe de objetos cortantes, pois o silicone, ao contrário do vidro, é mais sensível a cortes e raspões.

Confira o preço

3

nao

Prato rosa com divisória Ursinho por Buba

Características:

  • Livre de BPA e ftalatos;
  • Pode ir ao microondas e ao lava louças,
  • Divisórias para organizar a alimentação
  • empty

Se você estava procurando um prato seguro e divertido para a alimentação do bebê, com certeza essa é uma ótima opção. Com um formato lúdico e estampa colorida, mantém a atenção das crianças na hora da refeição e é livre de BPA, ftalatos e demais componentes tóxicos à saúde da criança. Além disso, é fácil e prático de lavar, podendo ir ao lava louças, para a sua praticidade.

4

nao

Prato térmico azul por Kuka

Características:

  • Prato com ventosa de borracha para deixá-lo fixo na mesa;
  • Livre de BPA,
  • Antialérgico e atóxico
  • empty

O prato térmico com 2 colheres da Kuka é ideal para manter a alimentação do bebê mais deliciosa e segura. Conta com colheres adequadas para a cavidade do bebê, um funil para colocar a água e uma tampa que ajuda a vedar o vapor. Essa opção permite a colocação de água quente na comidinha do bebê, para que a mesma se mantenha aquecida por mais tempo.

Conta com ventosa de borracha que ajuda a fixar o pratinho do bebê na mesa, e também, com design exclusivo e divisórias para organizar os alimentos do bebê e as duas colheres exclusivas são perfeitas para usar em conjunto com o prato. 

Confira o preço

5

nao

Prato com ursinho e divisória azul por Buba

Características:

  • Livre de BPA e ftalatos, tóxicos ao bebê;
  • Pode ir ao microondas e à lava-louças,
  • Design lúdico
  • empty

Para maior comodidade do bebê na hora da alimentação, a Buba traz um prato completo com divisórias sólidas para organizar a alimentação do bebê. Com formato lúdico e cores vibrantes, torna o momento da refeição mais animado e seguro, feito com materiais livres de BPA e ftalatos. É com certeza uma opção completa para o seu bebê!

Como escolher os melhores pratos para bebê ou pratos infantis?

Para escolher os melhores pratos para bebê, de acordo com a idade do seu filho(a), ou caso seja para presentear uma criança, alguns critérios devem ser levados em consideração para poder oferecer segurança e bem-estar a hora da refeição das crianças. Vamos juntos verificar quais são esses itens que classificam os melhores pratos para bebê?

Verifique o tamanho do prato e sua faixa etária indicada antes da compra

Os pratos para bebês devem ser escolhidos de acordo com diversos critérios, contudo, um dos mais relevantes é o seu tamanho e faixa etária indicada. Logo, verificar as medidas e indicações antes da compra é a melhor pedida para evitar erros e frustrações maiores, como a troca do produto.

De forma geral, as medidas variam entre 16,5 e 19 cm de comprimento e 16,5 e 32 cm de largura, com profundidade entre 2 e 5 cm.  Dessa forma, dependendo do tamanho do bebê e sua faixa etária, poderá começar os melhores e ir trocando para opções maiores ao longo do tempo. Contudo, se ainda ficar em dúvidas, não hesite em seguir as recomendações do fabricante em relação às faixas etárias. 

Considere o tipo de material usado no prato antes da aquisição

O material usado na composição do prato é muito importante de ser estudado, pois afeta de forma direta a saúde do bebê e a hora da sua alimentação. Hoje em dia encontramos opções como pratos de bambu, silicone, plásticos em geral, polietileno, polipropileno, etc., sendo os mais comuns no desenvolvimento do bebê e em sua introdução alimentar. 

Contudo, cada um desses componentes têm características particulares, logo, dependendo do seu objetivo, poderá escolher o material mais adequado. Os pratos de bambu são mais duráveis, não soltam produtos químicos na comida do bebê e são mais seguros de usar. Já os de plástico são mais fáceis de encontrar e mais baratos, entretanto, podem liberar químicos tóxicos à saúde da criança. 

Os de silicone, por sua vez, são mais maleáveis, podendo conter divisórias removíveis para organizar a comida do bebê, e são mais fáceis de limpar. Por isso, escolha com base no seu objetivo.

Certifique-se de que o prato do bebê é livre de BPA e outros componentes nocivos

Os pratos para bebê, principalmente se forem de plástico, podem contar um componente químico chamado Bisfenol A, o BPA, que interfere de forma direta no sistema hormonal da criança, causando uma série de efeitos nocivos. O BPA é proibido na fabricação de produtos infantis com plástico, contudo, em até certa porcentagem. Logo, sempre será secretado um pouco deste componente, em contato com líquidos e alimentos quentes. Dessa forma, escolher uma opção livre de BPA é a melhor pedida para a saúde e segurança do bebê.

Entretanto, há outros componentes tóxicos que podem estar presentes no prato, como: PVC, ftalatos, chumbo, etc. O PVC e os ftalatos, por exemplo, assim como BPA, estão relacionados a casos de disfunções hormonais. Por isso, verifique antes da compra se a opção de prato para bebê é realmente livre de todas essas toxinas.

Dê preferência para os pratos de alimentação de bebê que contenham a certificação do Inmetro, ISO ou outras 

As certificações do Inmetro atestam que o produto foi testado para oferecer segurança e bem-estar ao seu comprador e usuário, o que não é oferecido por fabricantes que não investem nas certificações. Dessa forma, essas não são as melhores opções para quem quer entregar mais segurança ao seu filho na hora da refeição. Logo, principalmente se for escolher pratos para bebês em introdução alimentar, escolha sempre os que contém a certificação de qualidade e segurança do Inmetro.

Dê preferência aos pratos de bebê com divisórias, para ajudar na distribuição da comida do bebê

Como citamos nos tópicos anteriores, a melhor maneira de evitar o paladar seletivo em uma criança é oferecendo uma boa variedade de alimentos em suas refeições. Dessa forma, o seu paladar se acostuma com mais sabores e texturas, e também, a sua saúde agradece a diversidade de nutrientes para se manter pleno em seu desenvolvimento.

Contudo, as crianças nem sempre aceitam todos os alimentos juntos. Ou ainda, a melhor maneira de oferecê-los é separadamente, para que a criança descubra o sabor do alimento isoladamente. Para isso, os pratos com divisórias são a melhor alternativa para ajudar na organização dos alimentos, e assim, tornar a hora da refeição um momento sensorial e divertido.

Se possível, escolha opções com ventosa para fixar o prato na mesa

O momento da refeição, para as crianças, além de um momento de nutrição, diversão e descoberta de muitos sabores e texturas diferentes, é também um momento que precisa de muita segurança. Para os alimentos não caírem no chão ou sobre o colo do bebê, um dos recursos que os fabricantes têm investido são as ventosas, que mantêm o prato fixo na mesa.

As ventosas são dispositivos de silicone que criam vácuo entre o prato e a mesa. Dessa forma, mesmo que o bebê puxe ou movimente o prato, o mesmo não sairá do lugar. Para limpar o acessório é simples, basta desacoplar do prato e fazer a higiene. É muito mais seguro e prático investir em um modelo com ventosas!

Qual é o melhor prato para bebê?

Depois de estudar os modelos mais procurados do mercado, concluímos que o melhor prato para bebês é o Prato para bebê de bambu com divisória ventosa e colher da Avanchy, com kit com prato, colher e ventosa; seguro para uso das crianças e 100% atóxico. Conta com divisória para organizar os alimentos do bebê e colher de silicone verde, ideal para ajudar na hora da refeição e sem machucar os dentes ou gengiva sensível da criança. O produto é feito todo em bambu, assim como o cabo da colher, sendo sustentáveis e atóxicos para o bebê. Além disso, o cabo da colher é ergonômico, podendo ser usado com segurança pelos pais e crianças!

Se você estiver em dúvidas sobre qual prato escolher, não hesite em levar o  Prato para bebê de bambu com divisória ventosa e colher da Avanchy consigo, e oferecer a melhor experiência de alimentação para o bebê, de forma segura, lúdica e divertida.

Perguntas frequentes

Antes da compra do melhor prato para bebê, algumas perguntas e dúvidas podem passar pela sua cabeça, pois as opções no mercado hoje em dia são muitas. Para que a sua escolha seja assertiva, o ideal é tirar todas estas dúvidas e responder todas estas questões de forma possível antes da compra, assim, as chances de frustrações e arrependimentos são menores.

Para te ajudar, separamos algumas das perguntas mais frequentes antes de adquirir os melhores pratos para bebê, confira:

Quando devo começar a introdução alimentar do bebê?

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) e Ministério da Saúde, a introdução alimentar do bebê deve ser iniciada, sempre com acompanhamento médico, e se possível, nutricional, a partir do sexto mês de vida do bebê, salvo exceções prescritas pelo médico, que podem pedir com que a introdução alimentar comece um pouco mais tarde.

É um processo muito importante e marcante na vida do bebê, pois ali irá conhecer novos sabores, texturas e criar, aos poucos, a sua preferência. Dessa forma, é de extrema importância investir em alimentos saudáveis e variados, para o bebê ter a opção de mostrar com o que ele melhor se adapta, reduzindo o risco de paladar seletivo.

Quais alimentos podem estar na introdução alimentar do bebê?

Como vimos acima, esse momento tão especial e importante merece toda atenção. Sendo assim, saber quais alimentos podem fazer parte desse desenvolvimento é a melhor maneira de montar um plano alimentar para o bebê. Alguns desses grupos de alimentos são, por exemplo (lembrando que, quanto mais variedade, menos chance de paladar seletivo posteriormente):

Vegetais e legumes: Beterraba, abóbora, chuchu, couve, espinafre;

Frutas: banana, maçã, abacate, laranja, pêra;

Proteínas: Carnes e ovos, de acordo com a prescrição do seu médico e nutricionista infantil de confiança;

Cereais e tubérculos: Arroz, aipim, inhame, macarrão;

Leguminosas: Ervilha, grão de bico, lentilha, feijão, etc.

Como faço a limpeza do prato de alimentação para bebês?

A limpeza do prato de alimentação para bebês é imprescindível para a sua segurança física e alimentar. Dessa forma, é de extrema importância manter uma boa higiene, usando sempre os recursos menos químicos e abrasivos possíveis. Primeiro, você deve tirar de perto do bebê para higienizar, pois essa medida evita problemas de segurança à criança. Depois, tire as peças (ventosas, divisórias ou outros recursos que possam estar junto do prato) de modo suave para evitar erros que comprometam a estrutura do seu prato, e limpe com produtos liberados pelo fabricante. O corpo do prato só deve ser limpo com sabão neutro e água corrente.

Por que não devo aquecer o alimento do bebê no micro-ondas?

O micro-ondas tem como característica aquecer alimentos e líquidos de forma desigual, ou seja, favorece com que o líquido ou alimento sólido fique extremamente quente e possa queimar a boca e a mucosa do bebê, não sendo a forma mais segura e saudável de aquecer os alimentos ou bebidas. Contudo, sabemos que o dia a dia é corrido, e nem sempre conseguimos aquecer no fogão. Quando usar o micro-ondas, certifique-se da temperatura final do alimento.

Conclusão

A alimentação do bebê é um dos pilares mais importantes para a sua saúde e seu desenvolvimento. Para isso, leia o rótulo ou embalagem dos produtos escolhidos, dando sempre preferência sempre aos livres de BPA e que ofereçam mais segurança e diversão para esse momento tão especial!

Lembrando que a escolha dos pratos para bebê reflete diretamente na qualidade da refeição da criança. Ao escolher o modelo ideal, a alimentação do bebê será mais segura, gostosa e lúdica, se tornando também um momento de aprendizado.

Gostou das nossas dicas para escolha e sugestões dos melhores pratos para bebê? Deixe o seu comentário!

Maria Luísa, publicitária formada em 2016 com ênfase em planejamento e redação. Durante minha carreira como redatora, já escrevi sobre diversos assuntos, porém os que mais me identifico são os voltados para o público feminino, em especial sobre maternidade e beleza. Em meu tempo vago, me tornei mãe de pet, amante da moda, esporte e arte. Essa sou eu! Prazer, Malu! (:

Deixe um comentário