Leite Materno: 7 Dicas para Aumentar a Produção!

O leite materno é um dos alimentos mais ricos, provendo inúmeras vitaminas e nutrientes que são essenciais para a saúde e o desenvolvimento do bebê. Igualmente, é o alimento exclusivo até meados dos 6 meses, o que requer uma boa produção e qualidade para alimentar o neném adequadamente.

Por isso, é importante conhecer formas de aumentar a produção do leite materno, além de outras informações e cuidados que são extremamente importantes. Quer saber mais? Então continue lendo e saiba tudo sobre o leite materno. Confira!

bebê leite materno

Leite materno

Mesmo antes do nascimento do bebê, um dos assuntos que mais preocupam grande parte das mulheres é a amamentação a partir do leite materno. Afinal, não há dúvidas de que esse alimento é um dos mais completos e ricos, permitindo a manutenção da saúde e desenvolvimento infantil.

Nele, há proteínas, carboidratos, vitaminas, potássio, cálcio, entre outros componentes fundamentais para o equilíbrio e bem estar do neném. E por isso, mesmo no último trimestre de gestação algumas mamães já buscam formas de garantir a produção, preparando o corpo e o seio para essa nova etapa.

No início, a amamentação pode ser dolorida e difícil, contudo, há formas de amenizar e também com o passar do tempo, o corpo se acostuma, o que evita as dores e desconfortos. Mas, ainda é importante lembrar da importância em manter esse leite saudável e em quantidade adequada à necessidade do bebê, contribuindo também para o conforto, momentos de descanso e atividades, visto que a fome, pode interferir no correto desenvolvimento.

Com isso, mantenha uma rotina de alimentação e práticas que garantam a quantidade ideal de leite materno e lembre-se que ele é fundamental, uma vez que possui diversos benefícios. Conheça alguns deles!

Benefícios do leite materno

A amamentação é um momento de troca e afeto, que estreita os laços e promove inúmeros benefícios tanto à mãe como ao bebê. E além disso, o leite materno também é fundamental, pois permite a nutrição adequada ao desenvolvimento saudável, provendo as quantidades essenciais para o crescimento e manutenção da saúde, mesmo após alguns anos da alimentação com o leite materno.

Assim, conheça os principais benefícios deste alimento tão completo para o bebê. Veja!

  • Fortalece o sistema imunológico;
  • Trabalha o pulmão e sistema cardiovascular;
  • Desenvolve o sistema nervoso;
  • Evita situações severas de cólicas nos recém-nascidos;
  • Previne diarreias;
  • Diminui o risco de obesidade infantil;
  • Evita alergias; e
  • Facilita a digestão.

Com isso, invista na alimentação por leite materno e também conheça dicas de como aumentar a produção.

Mas, saiba que o leite de fórmula, caso o materno não esteja disponível, também é uma opção viável, que irá auxiliar na nutrição, porém com necessidade de acompanhamento e cuidado. Assim, esteja aberta a essa possibilidade, mas sempre dando preferência ao leite natural da mãe.

leite na mamadeira

7 Dicas para aumentar a produção de leite materno

Após o nascimento do bebê, é comum o leite começar a descer. Contudo, nem sempre se mantém em quantidade adequada, principalmente com o passar dos meses, onde há aumento no número de amamentações diárias, devido ao crescimento do bebê e assim, pode haver a impressão de baixa demanda na produção, o que revela ao neném uma sensação de fome e inquietação.

Caso isso ocorra, há algumas dicas que podem contribuir, estimulando e aumentando a quantidade de leite materno, resultando em bebê saciado, mais calmo e descansado.

Logo, confira as 7 dicas para aumentar a produção:

  1. Beba bastante água;
  2. Consuma alimentos ricos em vitaminas e nutrientes;
  3. Verifique se a pega do bebê está correta em relação ao seio;
  4. Se possível, fique calma e relaxada;
  5. Dê leite até a mama esvaziar e depois ofereça a outra;
  6. Ofereça a amamentação por livre demanda;
  7. Massagens, compressas e remédios podem ajudar.

Agora, para entender melhor essas dicas, vamos falar mais sobre cada uma delas. Veja!

Beba bastante água

O consumo de água é fundamental em todos os momentos da vida, porém, durante a amamentação é ainda mais importante, uma vez que auxilia na produção do leite. Afinal, o leite materno é composto de 89% de água, revelando uma grande necessidade para atender a demanda de hidratação e fornecimento dos nutrientes.

Com isso, se deseja aumentar a produção do leite materno, a primeira e mais relevante dica é investir no consumo de água, auxiliando também na manutenção da hidratação do organismo da mãe, que com a amamentação perde nutrientes, vitaminas e grande quantidade de líquido, o que pode causar diversos problemas, iniciando pelo aparente ressecamento da pele e cabelo.

Logo, beba ao menos 3,5 litros de água por dia e também busque por outras bebidas como sucos naturais e chás que possam agir de forma favorável em outros quesitos da amamentação, além de fornecer nutrientes importantes e necessários para a mãe e ao bebê.

Consuma alimentos ricos em vitaminas e nutrientes

Outro fator que estimula o aumento na produção de leite é uma dieta equilibrada e rica em vitaminas e minerais. Assim, consumir verduras de coloração verde escura como espinafre, couve e agrião é essencial, estimulando também o sistema imunológico.

Alimentos naturais de coloração forte como beterraba, cenoura, abóbora, entre outros leguminosos também são bem-vindos, além de carnes, peixes e frango, que irão fornecer vitamina B 12, tão importante para o correto funcionamento do metabolismo.

E além deles, segundo algumas tradições e crenças populares, alimentos à base de milho e mandioca também são indicados, embora não haja comprovação científica. Assim, vale a pena tentar! Então, faça receitas com fubá, canjica, tapioca, entre outras e lembre-se de manter uma frequência de alimentação de 3 em 3 horas, evitando problemas nutricionais e até anemia que a mulher pode vir a sofrer ao amamentar. Portanto, atenção!

Verifique se a pega do bebê está correta em relação ao seio

A pega correta é muito importante para que a produção de leite seja efetiva e aproveitada em sua totalidade pelo bebê. Por isso, logo após o parto, invista na maneira correta de amamentar e sempre mantenha o bebê em posição favorável e confortável para o momento.

E saiba que no início, as dores no seio ao amamentar são normais. Contudo, com o passar do tempo, a pele da região tende a acostumar-se, criando uma sensação mais leve e tranquila para todos.

Assim, conheça mais sobre a pega adequada do bebê em relação ao seio durante a amamentação, pois sem dúvidas, esse cuidado irá surtir efeito, bem como, contribuir para mais leite e sensação de saciedade ao neném, o que resulta em mais tranquilidade e qualidade do sono.

Logo, não descuide desse quesito e lembre-se que a calma da mãe também irá interferir.

Fique calma e relaxada

Segundo opiniões de médicos especialistas, o estresse, nervosismo e ansiedade também podem interferir na produção do leite, em qualquer momento dessa fase. Por isso, é importante buscar manter-se calma e relaxada, para garantir a produção necessária, evitando mais desconfortos posteriores.

Logo, a nossa dica é que alguns minutos antes da hora que o bebê costuma mamar, tente sentar-se em um local tranquilo, sem muitos ruídos e movimentação. E também tenha pensamentos calmos e saudáveis, que irão ajudar no momento. Lembre-se da oportunidade de troca e afeto com seu bebê. E igualmente, vale a dica de ficar próximo aos pertences do neném.

Durante esse momento de relaxamento, consumir água e chás relaxantes também são boas alternativas para buscar a calma e após isso, sem dúvidas, a produção do leite estará bem maior, resultando em um consumo adequado para a sustentação do bebê. Portanto, busque por essas ocasiões e tente não se estressar próximo ao momento do bebê mamar.

Dê leite até a mama esvaziar e depois ofereça a outra

Para aproveitar toda a demanda de leite produzido, também é importante fazer o bebê mamar o seio até finalizar todo o leite e somente após o término, ir para o outro. Isso porque, essa prática permite que o organismo entenda de melhor forma a quantidade necessária para o seu neném, evitando a redução na quantidade, mesmo ao longo do tempo.

E também vale saber que o leite do final da mamada é o mais rico em nutrientes e gorduras necessárias ao bebê, possibilitando maior sensação de saciedade e absorção dos nutrientes.

Diante disso, durante a amamentação tenha calma e paciência para aguardar o seio esvaziar e lembre-se de no próximo momento da alimentação, oferecer o último que foi concedido na mamada anterior, a fim de contribuir para a o total esvaziamento e consumo do leite mais adequado em relação às vitaminas, nutriente, minerais, proteínas, gorduras, entre outros componentes.

Ofereça a amamentação por livre demanda

Dar de mamar ao bebê sem estabelecer horários e respeitando a sua fome é a melhor forma de aumentar a produção de leite materno. Isso porque, estimula a lactação da mulher e também evita o peito muito cheio, o que pode prejudicar a pega correta e adequada ingestão, como já mencionado.

Assim, se possível, mantenha a opção de livre demanda com o seu bebê. E se o método não for o ideal, devido ao trabalho e outras responsabilidades, a indicação é retirar com a bombinha de leite e armazenar. Afinal, a quantia retirada poderá ser reaproveitada e a produção continuará conforme o funcionamento do corpo e necessidade do neném.

As bombinhas são muito funcionais e práticas, pois podem ser usadas no trabalho ou em casa e também permitem a alimentação via leite materno de forma mais prolongada. Visto que o leite poderá ser oferecido mesmo após a volta da licença maternidade e responsabilidade cotidianas, além de poder ser armazenado por até 3 meses no congelador.

Contudo, ao usar a bombinha, lembre-se de retirar todo o leite do seio, estimulando maior produção, assim como dito no tópico anterior. Pois, sem dúvidas o resultado valerá a pena.

Massagens, compressas e remédios podem ajudar

Conforme opiniões de muito médicos obstetras, logo após o parto, iniciar com um ritual frequente de massagens e compressas pode ser uma ótima forma de aumentar a produção de leite, pois favorece a vasodilatação, bem como, a atividade das glândulas mamárias. Assim, no banho enquanto cai a água morna, faça massagens com movimentos circulares na axila e também na aréola, repetindo de 5 a 10 vezes.

Após esses movimentos, também pressione levemente de forma circular todo o restante do seio e após alguns minutos irá perceber o seio mais cheio e preparado para amamentar. Nesse momento, se estiver com muito leite, retire um pouco, pois isso poderá prejudicar a pega.

Além da massagem, fazer compressas com bolsas e tecidos em temperatura morna também são uma boa sugestão, que igualmente auxiliam a vasodilatação. Por isso, enquanto descansa e relaxa para a próxima amamentação, como dito em tópicos anteriores, aproveite para deixar a compressa de 10 a 15 minutos. Contudo, mantenha de maneira confortável e adequada para não causar desconforto.

Ao seguir essas dicas, a produção de leite materno, muito provavelmente irá aumentar. Resultando em aproveitamento para o seu bebê de todos os benefícios do leite materno.

bebê e mãe

Gostou das informações sobre leite materno e como aumentar a produção? Deixe seu comentário e conte-nos a sua experiência!

Lara Janaína Theodoro, mãe da Sara e fã de assuntos relacionados a moda, beleza, maternidade, entre outros sobre o universo feminino. Desde 2018 atua como redatora, trazendo sempre para seus artigos um pouco da sua vivência e experiência como mãe e mulher.

Deixe um comentário