Colar de Âmbar para Bebê: Para que serve, Benefícios e cuidados

Cada vez mais é comum o uso do colar de âmbar para bebê. Contudo, quais serão suas funções e benefícios? Caso queira saber, confira as principais informações desse acessório polêmico, além dos cuidados e recomendações durante o uso e escolha.

Porém, desde já, se você gosta e faz uso de produtos naturais para alívio de desconfortos e manutenção da saúde, saiba que você vai amar os possíveis efeitos positivos que o âmbar báltico pode oferecer. Assim, confira!

colar de âmbar para bebê

Colar de âmbar para bebê

O colar de âmbar para bebê ganhou a mídia quando algumas famosas como Gisele Bündchen, Bárbara Borges e Rachel Zoe, acrescentaram o adereço em seus looks e de seus filhos. Logo, que segundo alguns especialistas e pais, o âmbar báltico realmente apresenta benefícios, deixando os bebês mais calmos e saudáveis.

Além disso, as pedras de âmbar em contato com a pele da criança, também podem amenizar o desconforto com o nascimento dos dentinhos. Bem como, aliviar febres e inflamações, que são muito comuns nessa fase, tornando-se uma alternativa simples e nada invasiva de tranquilizar esses momentos.

Assim, continue lendo e saiba muito mais sobre os benefícios do uso do colar de âmbar para bebês.

bebê com colar âmbar

8 Benefícios do colar de âmbar para bebê

  1. Estimula o sistema imunológico;
  2. Proporciona efeitos calmantes;
  3. Possui efeito analgésico natural;
  4. Alivia dores na fase de dentição;
  5. Reduz processos inflamatórios;
  6. Diminui os sintomas de cólicas;
  7. Auxilia a recuperação do corpo nos resfriados, gripes, febres; e
  8. Tem efeito antioxidante.

Contudo, vale lembrar que esses benefícios não possuem comprovação científica e por isso, para muitos pediatras e médicos especialistas, o uso do âmbar não possui nenhuma interferência positiva no organismo.

Mas, por outro lado, para muitos pais e outros médicos especialistas, essa pedra sim pode oferecer benefícios, apresentando alívio em diversos momentos de desconforto do bebê. Portanto, se tem curiosidade, vale a pena testar!

menina com colar de âmbar

Como usar o colar de âmbar?

A princípio é importante dizer que o âmbar pode ser usado tanto por crianças como por adultos. E em ambos os casos, os benefícios percebidos são similares, auxiliando na redução de dores, irritações e diversas inflamações.

Em adultos, há relatos que afirmam uma melhora considerável também durante o tratamento de rinite, além de outras inflamações na garganta e alergias.

Geralmente, as pedras são usadas em colares, contudo, também podem ser encontradas em pulseiras e tornozeleiras, desde que permaneçam em contato com a pele. Visto que esse mineral é rico em ácido succínico, que dentre suas propriedades possui imunoestimulantes, cicatrizantes e analgésicos que estimulam o sistema nervoso, fortalecendo também o sistema imunológico.

Porém, para conquistar esses benefícios é importante verificar a veracidade das pedras, visto que no mercado é possível encontrar falsificações e peças muito parecidas, porém feitas de plástico, vidro ou outro material de baixo custo que não apresentam benefícios.

Assim, tenha atenção durante a escolha e sempre desconfie dos produtos com o preço muito abaixo do mercado, uma vez que podem não ser o âmbar báltico verdadeiro, oriundo da Europa. Contudo, se já comprou ou tem o colar de âmbar há testes simples e rápidos que podem garantir se o material é verdadeiro ou não. Veja a seguir!

pulseira de âmbar

Teste de autenticidade do âmbar

Para fazer o teste de autenticidade do âmbar báltico há duas formas, sendo uma com acetona ou álcool. E a outra com água e um pouco de sal. Confira as diferentes formas de fazer:

Teste de autenticidade do âmbar com álcool ou acetona

  1. Pegue o colar de âmbar báltico e separe uma das contas, de preferência na área das pontas do colar ou acessório;
  2. Delicadamente, pingue de uma a duas gotas da substância escolhida e aguarde alguns segundos. Caso a peça fique pegajosa, viscosa ou perca o brilho, bem como a cor, a peça muito provavelmente não é âmbar legítimo e assim, não trará os benefícios esperados.

Além desse teste, há também com água e sal.

Teste de autenticidade do âmbar com sal e água

  1. Em uma vasilha de vidro, coloque duas partes de água para uma de sal, em quantidade suficiente para cobrir a peça de âmbar;
  2. Coloque a peça e aguarde alguns segundos. Se a peça boiar é autêntica, mas caso contrário é falsa.

Além desses testes, ao tocar no colar, pulseira ou tornozeleira de âmbar, logo de início atente-se a temperatura. Se a peça estiver fria ou gelada não é autêntica, visto que o âmbar é levemente morno quando em temperatura ambiente.

Assim, antes de efetivamente usar o acessório, faça o teste para assim obter todos os resultados esperados.

Igualmente, outro cuidado importante é a forma de utilização desse adorno em crianças e bebês pequenos, uma vez que podem ser perigosos em algumas situações. Com isso, tenha atenção!

bebê com colar de âmbar

Cuidados ao usar o colar de âmbar em bebês

Grande parte das opiniões em relação às contraindicações do uso do colar de âmbar em bebês é sobre o risco que o acessório apresenta em crianças ainda muito pequenas. Visto que, por ficarem na região do pescoço e possuir peças pequenas pode causar sufocamento, asfixia, entre outros possíveis acidentes.

Essa é a opinião da Associação Brasileira de Pediatria, bem como, da Academia Americana de Pediatria, que também associam o uso a outros riscos como:

  • Sufocamento por engolir uma das pedras caso o adorno quebre;
  • Possibilidade de o acessório prender em algum local que pode acabar por machucar o bebê;
  • Pode machucar a gengiva caso o bebê tenha o hábito de morder o adorno e se quebre;
  • Caso quebre e machuque o bebê pode causar alguma infecção ou reação no local;
  • O acessório de âmbar também pode enroscar no braço durante o sono causando asfixia;
  • Entre outros.

Assim, vale sempre a necessidade de atenção, bem como, a reflexão e cuidado para o uso.

Como o uso é indicado para bebês ainda pequenos, muitas opiniões favoráveis indicam que o acessório ao invés de ser utilizado no pescoço, onde há maior risco. Pode também ser usado no pulso ou tornozelo.

Outro ponto importante a ser verificado é a qualidade do fio no qual o adorno foi confeccionado. Visto que se for muito fino o bebê pode puxar ou morder, podendo romper facilmente.

Da mesma forma, caso queira realmente usar o colar é recomendável escolher o tamanho ideal, evitando que o acessório fique muito longo, visto que pode enroscar em algum lugar. Assim como, se estiver muito justo há a possibilidade de também causar estrangulamento. Portanto, atenção!

menina colar de âmbar

O colar de âmbar pode ser usado a partir de qual idade?

Geralmente, os pais começam a usar o colar de âmbar nos bebês a partir dos 6 meses, quando os primeiros dentinhos começam a nascer. Contudo, algumas opiniões estimulam o uso em crianças a partir dos 3 meses de idade, mas lembre-se que isso vale de muita atenção e cuidados.

É indicado que o uso do colar seja feito enquanto o bebê estiver sob supervisão dos pais. Com ênfase para sempre retirar na hora de dormir ou cochilos, uma vez que há a possibilidade de enroscar. Durante o sono, caso queira fazer o uso do adorno no seu filho, dê preferência para colocar em locais de difícil acesso como o tornozelo, mas desde que coberto e protegido por uma meia, por exemplo, evitando que a criança consiga puxar com facilidade.

Durante o uso também é importante lembrar que colar não é milagroso e portanto não substitui o uso de remédios receitados por médicos na cura efetiva de doenças existentes. Mas, a longo prazo, segundo sugestões de algumas pessoas, apresenta alívio com o uso constante, atrelado a outros métodos de prevenção e cura.

Como escolher o melhor colar de âmbar para bebê?

Conforme já mencionamos, o uso do colar de âmbar em bebês requer muitos cuidados no uso e escolha, a fim de evitar qualquer acidente.

Diante disso, há cinco critérios importantes a serem avaliados durante compra, para assim, garantir a segurança e efetividade da utilização. Assim, os cuidados para escolher o melhor colar de âmbar para bebê são:

  1. Prefira sempre os colares, pulseiras ou tornozeleiras com lapidação barroca. Isso significa, uma pedra bem pequena e arredondada. Onde, segundo especialistas há menos propensão de asfixia em caso de quebra;
  2. Para crianças até 3 anos, sempre escolha colar de até 33 cm, e para acima de 4 anos com 38 cm. Tamanho ideal para o correto ajuste no pescoço evitando acidentes;
  3. Ao verificar o acabamento do colar, escolha aqueles que as pedras ou contas foram amarradas uma a uma. Visto que, caso o colar quebre isso irá evitar que a peça se desfaça, o que pode ser um risco para bebês e crianças;
  4. Independente do tipo de tipo de adorno, ao comprar para o seu bebê lembre-se de preferir fios resistentes e sintéticos. Uma vez que aqueles confeccionados em material natural podem se desfazer com o tempo, principalmente quando em contato constante com água, entre outros agentes; e
  5. Sempre procure por fechos dos colares, pulseiras ou tornozeleiras do tipo rosca, logo que esse é o mais difícil de se abrir, evitando que o bebê tire o acessório facilmente.

Ao identificar esses itens, bem como, a veracidade nas pedras, os benefícios do âmbar serão percebidos com o uso constante. Tornando-se uma opção para o alívio de desconfortos que podem ocorrer com os bebês e crianças.

bebê com colar de âmbar báltico

Então, o que achou do colar de âmbar para bebês? Deixe seu comentário!

Aproveite também para saber mais sobre a rotina alimentar de bebês de 1 ano.

Lara Janaína Theodoro, mãe da Sara e fã de assuntos relacionados a moda, beleza, maternidade, entre outros sobre o universo feminino. Desde 2018 atua como redatora, trazendo sempre para seus artigos um pouco da sua vivência e experiência como mãe e mulher.

Deixe um comentário