6 Semanas de Gravidez

Com 6 semanas de gravidez é muito comum que os futuros papais comecem a sentir um misto de sensações que podem ir desde a alegria, euforia e otimismo até a tristeza e o pessimismo. Essa reação é normal e não é algo a se preocupar, tendo em vista que eles estão passando por algo novo e é normal que eles tenham várias dúvidas e preocupações.

É ainda nesse período que os sintomas da gestação se intensificam, fazendo com que as gestantes se sintam abaladas psicologicamente com mais facilidade. Por isso é de extrema importância o apoio do pai do bebê, dos familiares próximos (que souberem da gravidez nesse período) e é claro: de um médico obstetra de confiança.

Criamos esse post para lhes informar com as principais informações de sintomas, alterações e dicas sobre as 6 semanas de gestação. Confira abaixo.

Principais sintomas das gestantes com 6 semanas de gravidez

À medida que sua gravidez vai evoluindo, os sintomas vão ficando mais intensos e nessa altura é bem provável que você já os sinta com certa frequência.

Porém, se você já atingiu a 6ª semana de gravidez e ainda não teve sintomas muito acentuados, pode comemorar! Para grávidas que não desenvolvem sintomas no início da gravidez a tendência é que permaneça assim até o fim dela.

Confira a seguir quais são os principais sintomas das gestantes com 6 semanas de gestação:

Enjoos matinais nas 6 semanas de gravidez

É comum que os enjoos matinais possam ser sentidos a partir da 4ª semana de gravidez, mas, o período de maior intensidade é só com 6 semanas de gestação, sendo inclusive o sintoma mais frequente para esse período. Portanto, se você está passando por essa situação, o importante é tentar realizar refeições mais leves pela manhã e manter-se sempre hidratada consumindo, no mínimo, 8 copos de água por dia.

Cólicas abdominais

As cólicas abdominais também costumam ser queixas frequentes na 6ª semana de gravidez. Embora seja algo comum, caso seja muito forte e persistente e acompanhada de dor pélvica, a recomendação é que a mulher procure um médico obstetra o mais rápido possível para que ele possa examiná-la para verificar se o embrião está dentro do útero ou se trata-se de uma gravidez ectópica.

Frequência urinária aumentada

Outro sintoma que também é frequente desde as primeiras semanas e que vai perdurar até o período final da gravidez é a frequência urinária. É muito comum que as grávidas com 6 semanas de gravidez continuem com mais vontade de fazer xixi que o normal devido à pressão que o útero faz sobre a bexiga, diminuindo o seu reservatório.

Cansaço e sono inesgotáveis

Devido à alta produção de hormônios, as gestantes com 6 semanas de gestação vivem cansadas e/ou com sono e isso é completamente normal. O melhor a se fazer nesse caso é tentar descansar o máximo possível para que esse sintoma não seja tão prejudicial para você e para sua rotina.

Constipação intestinal

A constipação intestinal também é bastante frequente nessa etapa da gravidez e, para evitar o, é ideal que o agravamento desse sintoma, é ideal que você tenha uma refeição leve e balanceada incluindo alimentos fontes de fibras e sem esquecer da hidratação correta.

Quais são as alterações no corpo da mamãe que podem ser notadas com 6 semanas de gravidez?

Embora as mudanças aparentes sejam quase imperceptíveis com 6 semanas de gravidez, o corpo da gestante já sofreu grandes transformações na estrutura óssea e em todos os órgãos.

Tais transformações modificaram o ritmo da respiração, o metabolismo, a circulação sanguínea, o funcionamento do fígado e do intestino, justificando a maioria dos sintomas que as gestantes apresentam nessa etapa da gravidez.

Como está o desenvolvimento do bebê com 6 semanas de gravidez?

O feto está com aproximadamente 4 milímetros e, apesar de ser bem pequenininho, consegue se desenvolver muito rápido. O seu ritmo cardíaco já pode ser observado através de um ultrassom e os pulmões, que levam bastante tempo para se desenvolverem por completo, começam a aparecer através de um pequeno rebento entre a boca e o esôfago do bebê.

A suplementação de ácido fólico que você já deve ter iniciado anteriormente ainda se faz essencial nessa etapa. Caso você ainda não tenha conhecimento da importância dessa vitamina para a gravidez, não deixe de se informar com seu médico e comece a tomar o quanto antes para ajudar no desenvolvimento saudável do feto.

O que perguntar durante as consultas médicas?

pré-natal-6-semanas-gravidez
Utilize o bloco de notas do seu celular para anotar as dúvidas que surgirem durante a 6ª semana de gravidez. Se for urgente, tente ligar para o consultório médico para esclarecê-la com prontidão.

Com 6 semanas de gravidez provavelmente você já começou o pré-natal e o seu médico já passou as primeiras informações a respeito da sua gravidez e o que você deve fazer para uma gestação saudável. A partir daí, você terá muitas dúvidas principalmente se for mamãe de primeira viagem.

Nossa recomendação é que você utilize o bloco de notas do seu celular para registrar todas as perguntas que você tiver para que possa perguntá-lo na sua próxima consulta.

Ah, e por falar em consulta, não deixe de seguir à risca as datas das consultas para que seu acompanhamento seja feito na frequência necessária e que o médico possa acompanhar de perto todo o desenvolvimento do seu bebê, ok?

Dicas de como conter a ansiedade durante a gravidez

Como foi dito anteriormente, é bastante comum que as mamães e os papais fiquem bastante ansiosos durante esse período de gravidez. Embora seja comum e na maioria dos casos não seja preocupante, reunimos algumas dicas do que pode ser feito para evitar que a ansiedade se instale de vez. Veja só:

  • Tente manter a calma: mesmo que a gravidez não tenha sido planejada, tentar manter a calma é essencial para garantir saúde e bem-estar para você e para o bebê. Portanto, tente ver a situação com positividade e faça atividades que te ajudem a tranquilizar, como: escutar músicas de relaxamento, ler um livro ou fazer exercícios de respiração.
  • Anuncie a gravidez no momento certo: muitas pessoas falam que o momento correto para anunciar a gravidez é após os três primeiros meses tendo em vista após esse período as chances de aborto espontâneo caem 50%. Porém, principalmente se você for mamãe de primeira viagem, aguardar todo esse período pode acabar te causando ainda mais ansiedade. Então o correto é que você e o pai do bebê avaliem o que vocês desejam: esperar os três meses ou contar (para as pessoas mais próximas) sobre a gravidez antes desse período. A escolha deve ser pessoal e analisada com carinho.
atividade fisica gestante
A prática de atividade física durante a gestação pode te ajudar a controlar a ansiedade e ainda proporciona outros benefícios.
  • Cuide do seu corpo: cuidar do seu corpo é outra atitude essencial que vai contribuir não apenas para a ansiedade ir embora, mas também para a saúde da mamãe e do bebê. Portanto, alimente-se de maneira adequada, hidrate-se e, se liberada pelo seu médico, faça uma atividade física leve relaxante (a ioga é uma excelente opção nesse caso).
  • Cuide da sua mente: tão importante quanto cuidar do seu corpo é cuidar da sua mente. Portanto busque fazer coisas que você gosta, como: ler livros, assistir filmes e séries, escutar músicas, fazer passeios que te interessam, entre outros.
  • Durma bem: o sono é importantíssimo para manter a sua saúde e a do seu bebê em dia. Então busque dormir no mínimo 8 horas por noite e manter-se descansada o máximo possível.
  • Tome calmantes naturais (sob orientação médica): pode parecer que não, mas, os calmantes naturais auxiliam (e muito!) a conter a ansiedade durante as 6 semanas de gravidez. Portanto, sempre que possível consuma suco de maracujá ou chá de camomila e note as diferenças que eles fazem no seu organismo. Ah, mas atenção: não deixe de consultar seu médico viu? Mesmo que seja algo natural e na maioria das vezes inofensivo para a saúde, é importante ter uma orientação médica sobre o que deve ou não ser consumido durante a sua gravidez.
  • Prepare-se para a chegada do bebê: esse é um momento que gera bastante ansiedade para a mamãe e para o papai e para evitar que isso lhes atrapalhe o ideal é que vocês estejam preparados. Uma dica interessante é ir fazendo um checklist do que precisa ser feito para que vocês tenham controle da situação e possam se planejar dentro do prazo e com tranquilidade, por exemplo: quando começar a reforma do quarto? E as roupinhas e acessórios? Quando iremos comprar? Esse tipo de planejamento vai contribuir não apenas para que vocês fiquem mais calmos, mas também para que vocês possam ter maior controle financeiro e de tempo. Vale muito a pena!

Bom, esperamos que você tenha conseguido esclarecer suas principais incertezas a respeito da 6ª semana de gestação e que possa estar mais tranquila agora. Mas, se porventura você ainda estiver com alguma dúvida a respeito desse período da gravidez, não deixe de comentar aqui para que possamos esclarecê-la.

Ah, e não se esqueça que é essencial o auxílio médico durante as 6 semanas de gravidez para que você possa ter a segurança necessária para garantir muito mais saúde e bem-estar para você e para o seu bebê, tá bem? Vá em busca de referências e inicie o seu pré-natal o quanto antes.

Para informações a respeito das próximas semanas de gravidez, não deixe de acompanhar o nosso blog. Em breve divulgaremos os próximos posts para que você fique por dentro do que acontece de semana a semana na gravidez.

Nos vemos por aqui. Até a próxima!

Deixe um comentário