36 Semanas de Gravidez

Com 36 semanas de gravidez a mamãe estará entrando ao nono mês gestacional e com isso o desenvolvimento do bebê já estará praticamente completo. Entretanto, se porventura o parto acontecer durante esta semana, ele ainda será considerado prematuro.

Diferente das semanas anteriores, a mamãe provavelmente sentirá menos incômodos e consequentemente ficará mais disposta. E o resultado disso é que o bebê já estará encaixado, não provocando mais dificuldade na respiração e movimentos tão intensos (embora a gestante ainda possa sentir o bebê mexer ao menos 10 vezes ao longo do dia).

Se você quiser saber quais são os principais sintomas, acontecimentos e cuidados das 36 semanas de gravidez, basta continuar a leitura deste post. Vem com a gente!

Sintomas com 36 semanas de gravidez

Como foi dito anteriormente é muito provável que a gestante esteja se sentindo mais disposta nesse período gestacional. Contudo, há ainda alguns sintomas que podem aparecer durante os próximos dias.

Veja quais são os principais sintomas da 36ª gestacional:

Dificuldade na digestão

Durante este período o seu útero já está muito grande e isso influencia diretamente na compressão do seu estômago, dificultando a digestão e causando refluxo. Por isso, é importante que você opte por alimentos leves durante a sua refeição, evitando o excesso de sal e gorduras.

Dores nas costas

importância do repouso com 36 semanas de gravidez
Descansar durante as 36 semanas de gravidez é essencial para evitar os incômodos do final da gestação.

As suas costas também estarão doendo bastante e o resultado disso é o peso da barriga e também o peso do bebê. Para evitá-las tente fazer pequenos descansos ao longo do dia, manter uma noite de sono regular e, se possível, faça alguns exercícios de alongamento.

Dificuldade para dormir

Embora manter uma noite de sono regular seja muito importante durante a gestação, dormir pode parecer uma tarefa difícil para as gestante durante as 36 semanas de gravidez. E a resposta disso é a ansiedade e os sintomas físicos que a mamãe está passando. Portanto, tente seguir um padrão diário para que você consiga manter o seu sono em dia sem que isso seja prejudicial a sua saúde. Veja alguma das nossas dicas: tome chá calmante, opte por banhos mornos diariamente, faça exercícios de respiração e não exagere no uso do celular ou televisão a noite.

Aumento da frequência urinária

E mais uma vez este sintoma aparece na nossa lista! E o motivo disso? Bom… A pressão que o útero faz sobre a bexiga, diminuindo o seu reservatório. E podemos dizer que nessa semana a frequência poderá ser ainda maior que o habitual tendo em vista que o bebê provavelmente já estará de cabeça para baixo e a pressão nesse caso é maior.

Lembre-se que prender a urina é perigoso e por isso tente criar o hábito de ir ao banheiro sempre que tiver vontade mesmo que notar que a quantidade de urina for pequena (já que o reservatório também é pequeno). Além disso, outras dicas para evitar que o incômodo não seja tão grande são: evite a ingestão muito grande de água durante a noite e frequentar lugares que te impeçam de ir ao banheiro por longos períodos.

Alterações na gestante com 36 semanas de gravidez

A mulher com 36 semanas de gravidez já deve estar praticamente no seu peso final, que consequentemente já está com bastante peso e bem incomodada com isso. Para ficar mais confortável, opte sempre por roupas e sapatos confortáveis e faça intervalos de descanso ao longo do dia.

Para um acompanhamento mais próximo e seguro do fim da gestação, o obstetra irá solicitar que você vá às consultas semanalmente. Seguir este calendário é essencial para ficar informada de tudo que vem acontecendo e para certificar-se de que o parto irá acontecer na hora certa.

Ainda nas 36 semanas gestacionais, fique ainda mais atenta a qualquer sintoma diferente no seu corpo. Em caso de sangramentos, cólicas ou dores intensas ou qualquer outro desconforto, avise o seu médico com prontidão e vá até uma emergência para que você possa ser avaliada. Afinal, você pode estar entrando em trabalho de parto.

E fique tranquila: embora o bebê com 36 semanas ainda seja considerado prematuro, há grandes chances de ele sobreviver.

Desenvolvimento do feto com 36 semanas de gravidez

Com 36 semanas de gravidez o bebê já possui uma boa camada de gordura envolta de todo o corpo, o que irá permitir a regulação de sua temperatura após o parto. Pode ainda haver alguma vérmix, as bochechas estão mais rechonchudas e a lanugem vai desaparecendo aos poucos.

Sua cabeça vai sendo preenchida de cabelo aos poucos e as sobrancelhas e cílios já estão completamente formados. Em relação aos seus músculos, eles estão cada vez mais fortes e já possuem reação e memória.

Quando o bebê está acordado, os seus olhos permanecem abertos e já podem piscar e reagir a luz. Entretanto, ele ainda passa a maior parte do dia dormindo. Ele já consegue produzir urina, sendo cerca de 600ml diárias que é descartada através do líquido amniótico.

Se tratando das células cerebrais, elas ainda estão em desenvolvimento que devem ser formadas ao longo dos próximos dias. O mesmo acontece com os seus pulmões, que também seguem em formação.

O nascimento do bebê está próximo, e agora já é hora de começar a pensar na amamentação. Afinal, essa será a única alimentação do bebê para os seus primeiros seis meses de vida. O leite materno é o mais indicado, entretanto, caso haja a impossibilidade de amamentação, existem fórmulas de leite artificial que o substituem. Converse com seu médico a respeito.

Qual é o tamanho do feto com 36 semanas de gravidez?

O bebê com 36 semanas de gravidez mede em torno de 47,4 centímetros, tamanho equivalente ao de uma folha de alface romana, e o seu peso estimado é de 2,6 quilos.

Medo do parto: saiba como controlá-lo

Nas 36 semanas gestacionais a ansiedade e o medo para a chegada do bebê está focando ainda mais intenso. E um dos maiores medos e incertezas é sem dúvidas em relação ao parto. Pensando nisso separamos algumas dicas para te ajudar a controlar o medo do parto para fazer com que esse momento seja leve e inesquecível a você. Confira a seguir.

saiba como não ter medo do parto durante as 36 semanas de gravidez
Veja as nossas dicas para conter o seu medo e ansiedade durante o parto.
  1. Realize o pré-natal adequadamente: o pré-natal é a maneira mais segura e eficaz de evitar quaisquer problemas durante a sua gestação. Então mantenha as consultas em com um médico de sua confiança para garantir que você estará por dentro dos principais acontecimentos, assim a tendência é que você ficará mais tranquila e a ansiedade e o medo estarão contidos;
  2. Informe-se sobre todas suas queixas a respeito da gravidez e maternidade: uma das maiores questões que geram medo e ansiedade é justamente a dúvida. Portanto, sempre que houver qualquer questão que você não sabe, não tenha dúvida de se informar. Para isso, anote todas as suas dúvidas para esclarecimentos durante as consultas ou se desejar converse com pessoas do seu convívio;
  3. Conte com o apoio familiar: se sentir acolhida pelas pessoas que você ama é essencial para ficar tranquila nesse período. Então converse com o pai da criança, seus familiares e amigos e conte com eles para te dar atenção e para te auxiliar no que for preciso;
  4. Não faça comparações: as comparações são um ponto muito negativo e que costuma gerar muitas incertezas e medos na mulher. Portanto, não compare a sua gestação com ninguém e lembre-se sempre que cada organismo é único, ok?;
  5. Não fique com medo da dor antecipadamente: aquela pergunta clássica: “será que o parto vai doer?”… Tente não ficar sofrendo por antecipação, isso só irá te causar medo demasiado e fará com que você não consiga aproveitar os instantes finais da sua gestação. Temos certeza que você será bem assistida e tudo ocorrerá da melhor maneira possível, sendo um momento único e memorável da sua vida.

Cuidados com a mamãe durante as 36 semanas de gravidez

A gravidez está chegando ao fim mas os cuidados não podem parar! Veja a listinha que separamos para as mamães durante as 36 semanas de gestação:

  • Tenha uma alimentação leve e saudável, com muita fruta, verdura, legume, sucos naturais e água de coco;
  • Ingira muito líquido para evitar o inchaço e estufamento durante esta fase;
  • Evite a ingestão de alimentos muito salgados e gordurosos;
  • Se ainda não conhece, agende uma consulta na maternidade para que possa lhe tranquilizar;
  • Siga o calendário de consultas estabelecido pelo seu médico obstetra;
  • Faça pequenos descansos ao longo do dia preferencialmente com as pernas elevadas;
  • Priorize uma boa noite de sono regular, em uma posição confortável e segura para você e para o bebê.

E aí, conseguiu compreender quais são os principais sintomas, acontecimentos e cuidados das 36 semanas de gravidez? Esperamos que sim! Caso tenha ficado com alguma dúvida referente a este assunto basta comentar aqui que nós te esclarecemos.

Ah, e se você quiser continuar acompanhando quais são os últimos acontecimentos da gestação até a chegada do bebê, fique de olho em nosso blog. Nos próximos dias iremos divulgar os posts referentes às 37ª a 40ª semanas gestacionais e te esperamos por aqui. Até a próxima!

Maria Luísa, publicitária formada em 2016 com ênfase em planejamento e redação. Durante minha carreira como redatora, já escrevi sobre diversos assuntos, porém os que mais me identifico são os voltados para o público feminino, em especial sobre maternidade e beleza. Em meu tempo vago, me tornei mãe de pet, amante da moda, esporte e arte. Essa sou eu! Prazer, Malu! (:

Deixe um comentário